Fundamentos

Padres do Deserto

Padres do Deserto

Org. Isidro Lamelas | Ed. Universidade Católica | 192 págs.

Fatigados de longos discursos, frequentemente ritmados num tom teórico, desejamos uma verdade simples e pura, que, num caminho direto, nos abra os ouvidos para a escuta e nos alimente na sabedoria. Por isso as parábolas e as sentenças de Jesus marcavam o auditório que O acompanhava, e permaneciam no coração dos seus discípulos.

É coladas ao estilo evangélico que surgem as palavras das Madres e Padres, monges que, nos primeiros séculos da era cristã, povoaram os desertos do Egito e do Médio Oriente em busca de um estilo e de uma escola de caridade, na oração e no silêncio pessoal e comunitário. A antologia que agora chega ao leitor, organizada por Isidro Lamelas, transporta-nos para uma radicalidade na procura do ideal evangélico, do conhecimento de si mesmo (do qual irrompe a experiência do pecado) e, ao mesmo tempo, do encontro com a misericórdia de Deus que nos abre para o acolhimento do outro e de nós mesmos.

É natural que, por entre estas palavras, surjam ditos ou expressões que estranhem a nossa mentalidade de hoje: afinal, tratam-se de ensinamentos com séculos de história, transmitidos numa tradição oral e formulados na urgência da brevidade e da concisão. Além da bem elaborada introdução preparada por Isidro Lamelas, o leitor poderá contar, claro, com a própria simplicidade que percorre o pensamento dos Padres, iniciando-o assim na beleza e na incisividade de uma sabedoria que nos transporta para o núcleo mais original da experiência cristã.

O pai Macário disse: “Cada dia, desde que te levantas, começa de novo a viver em toda a virtude e nos preceitos de Deus, com grande paciência e misericórdia, no temor e amor de Deus e dos homens, com humildade de coração”.

Mensageiro de Santo António | maio 2019

Deixe uma resposta

@wpshower

Feeds

Susbscribe to our awesome Blog Feed or Comments Feed