Fundamentos

Sete anos

Marc Chagall

«Dá, Senhor, à Maria e ao Rui,
que acabam de celebrar o seu casamento,
a Graça de se manterem fiéis
ao Caminho que traçaram.
Fá-los participar da tua imensidão,
revela-lhes os teus mistérios
e ajuda-os a manterem-se firmes e decididos
na construção que iniciam.
Por Jesus Cristo, teu Filho e nosso Irmão,
na Unidade do Espírito Santo.»
(Oração final, 12/Out/2012)

Na sua visão da história, o Apocalipse narra a história de um Livro selado com sete selos, diante dos quais o Anjo chora: «Quem é digno de abrir o livro e de quebrar os selos?» (Ap 5,2). Também o profeta chora. Apenas o Senhor da história pode abrir o Livro da história, lê-la, discerni-la, julgá-la e dá-la a comer ao profeta, que assim poderá substituir (ou acompanhar) as suas lágrimas com um cântico novo, orações de louvor e ação de graças, no seio da assembleia.

O perdão da história. Sete anos de contínuos perdão, lágrimas e cânticos de louvor. Só Tu, Senhor, és digno de receber o louvor e a glória, porque a Ti pertence a história. Também esta história.

Entretanto, apareceram os frutos das entranhas, as verdadeiras dádivas, as bênçãos do Senhor (Sl 127, 3). Bênção difícil, exigente, muito exigente, apenas possível porque partilhada, repartida, saciada. O cansaço vence, muitas vezes, quase quotidianamente. Que nunca tenha a última palavra, e que a manhã não deixe de surgir.

O maior medo é o da solidão. A maior dádiva, a possibilidade de caminhar a dois. De alguém se fazer próximo (Lc 10, 36), de fazer a festa (Lc 15, 24), de multiplicar o pão. Muitas vezes, dias seguidos, o caminho faz-se com desânimo, desilusão, tristeza: parece que as promessas não se cumprem, as esperanças são vãs e vazias, os olhos impedidos de reconhecer o novo e o belo (Lc 24, 17).

Não deixes nunca, Senhor, de caminhar connosco, de conversar connosco, de alimentar o diálogo, de entrar em nossa casa quando a noite se aproxima, de nos partir o pão, de nos abençoar e de desaparecer da nossa presença, para que possamos nunca deixar de correr.

Deixe uma resposta

@wpshower

Feeds

Susbscribe to our awesome Blog Feed or Comments Feed